alimentos-que-seu-cao-nunca-deve-comer

Criado a por em: Curiosidades.

Cerca de 25% dos casos de intoxicações tratados em Clínicas Veterinárias são causados por plantas. Felizmente, a maioria não resulta na morte do animal, mas ainda assim é importante dar-lhe a conhecer as principais plantas e vegetais que podem induzir toxicidade no seu animal de estimação.

A principal via de intoxicação é a via oral, isto é, por ingestão do vegetal ou planta. Também são frequentes as intoxicações por contacto ou inalação.

Vegetais tóxicos

Alguns dos vegetais tóxicos mais frequentes fazem parte da dieta do homem, nomeadamente, as uvas, o tomate, a cebola, o alho e a maçã. Geralmente, não é o alimento como um todo que é tóxico, mas alguns dos seus componentes. A intoxicação é causada, geralmente, pela ingestão de quantidades consideradas do produto, mas não se pode esquecer que, se no humano o peso de um adulto não é muito variável, nos cães existem diferenças consideráveis entre os pesos em adulto nas diferentes raças.

Se um cão de raça Pinscher comer a mesma quantidade de uvas que um Retriever do Labrador adulto, o Pinscher pode desenvolver uma falha renal aguda e o Labrador não apresentar nenhum sinal de doença!

Uvas

Os cães podem, infelizmente, desenvolver reacções perigosas devido à ingestão de uvas e de uvas passas. Recentemente, têm sido identificados alguns casos de falência renal aguda devido à ingestão deste fruto. Os danos renais podem ocorrer em 24 horas, causando azotemia (valores elevados de ureia e creatinina no sangue). Os primeiros sinais de intoxicação são vómitos e ocorrem nas primeiras duas horas. Diarreia e letargia são também comuns.

Cebola e alho

Os efeitos após a ingestão destes alimentos estão relacionados com a hemólise  (destruição dos glóbulos vermelhos) causando anemia. Os sinais clínicos podem ocorrer passado uns dias após a ingestão do tóxico, normalmente não aparecem logo após a ingestão e incluem marcada anemia e hipóxia (falta de oxigenação do sangue).

Maçã

A maçã não é em si tóxica, mas sim as suas sementes e, possivelmente, folhas. Os sinais clínicos incluem palidez das mucosas, taquipneia (aumento da frequência respiratória), taquicardia (aumento da frequência cardíaca), náuseas, vómitos, choque, convulsões e morte. É característico um odor a amêndoas na respiração ou no conteúdo gástrico do animal.

Tomate

Os tomates verdes são mais perigosos que os tomates maduros, precaução! Os sinais tóxicos são gastrointestinais principalmente.

Plantas

Lírios, Tulipas, Aloé Vera Palmeira cica, Oleandro, Hera e Marijuana são tóxicas!

Os sinais clínicos mais comuns nos cães são os distúrbios gastrointestinais, hepáticos e neurológicos e podem durar de 1 a 9 dias. Surgem vómitos, diarreia e dor abdominal persistentes nas 12 primeiras horas após ingestão das sementes.

Não há antídotos para as toxinas libertadas das plantas e vegetais! A taxa de mortalidade relatada em cães com sinais clínicos é de 32.1%.