Grandes mitos e grandes factos sobre cães e gatos, descubra!


← Voltar ao blog

Facto: Os cães podem cheirar a hipoglicemia

Soa como um episódio da Lassie, mas é verdade. Os cães podem cheirar uma descida brusca, e por ventura perigosa, do açucar no sangue do seu dono diabético e alertam a pessoa tocando com a pata, lambendo ou ladrando. Alguns cães são até mesmo treinados para servir de cães alerta para tal. O seu sentido de olfato para a hipoglicemia ( baixa concentração de açucar no sangue ) está correcto 90% das vezes, segundo os seus treinadores.

Facto: Os cães podem aprender 250 palavras

As raças mais inteligentes e melhor treinadas podem ser comparadas com uma criança de 2 anos no que diz respeito à sua facilidade em compreender o discurso humano, segundo uma pesquisa de Stanley Coren, escritor norte-americano que públicou o livro A inteligência dos cães traduzido em 26 idiomas. Estes cães podem entender mais de 250 palavras, enquanto a média de um cão com padrão normal pode vir a entender 150 palavras. Os cães mais inteligentes neste tipo de pesquisa são: Border Collie, Poodle, Pastor alemão, Golden retriever e o Doberman Pincher.

Mito: Os gatos podem “cair” de pé

Os gatos são campeões em “aterrar no chão” e conseguirem manter-se de pé em curtas distâncias, graças à sua elevada flexibilidade da espinha dorsal. Mas por vezes os gatos também podem cair com a sua cabeça, os seus corpos podem bater fortemente no chão se a distância é maior, causando graves ferimentos ao animal. Os gatos com acesso a uma janela aberta, num apartamento com alguns andares, pode focar a sua atenção nos pássaros que sobrevoam ali perto, uma vez que os gatos adoram estar à janela. Por vezes perdem o balanço quando estão a tentar “caçar” e caiem sendo conhecidos como a síndrome do gato paraquedista!

Mito: Cão com cauda a abanar, cão feliz!

Um cão abana a cauda de três maneiras muito diferentes, mas apenas uma significa que está feliz. Quando a cauda está invulgarmente elevada e erecta, o cão está agitado, nervoso, atento e pronto para proteger o seu terreno. Uma cauda baixa e a abanar com movimentos rápidos e muito próxima entre as duas pernas mostra um animal submisso e assustado. Um cão feliz abana a sua cauda de uma maneira natural, numa posição média e, assim como as suas orelhas, boca e corpo estão também relaxados.

Mito: Os cães veem a preto e branco

Segundo os investigadores e cientistas, os cães conseguem identificar as cores como azul, violeta, amarelo, e mais algumas tonalidades de cinzento que os humanos. Os cães conseguem ver também melhor com uma baixa intensidade de luz e conseguir apanhar o mais ténue movimento, uma caracteristica que faz deles uns excelentes caçadores. Os cães veem ainda uma mistura de cores entre o vermelho, laranja e o verde, não conseguindo identificar com precisão qual delas parece ser. A isto chama-se daltonismo para estes três tipos de cores. Está confirmado a nivel científico através do estudo das suas células cone nas retinas oculares dos seus olhos.

Mito: Nariz quente, cão doente

A temperatura do nariz de um cão muda facilmente e esse facto não é um bom indicador de doença. O nariz pode estar quente e seco depois de ter estado deitado ao sol ou frio e molhado por ter mergulhado o focinho na tijela de água. Os sinais mais indicativos de doença são a letargia ( apatia ), perda de apetite, vómito, tosse, ou uma temperatura corporal acima dos 39.5Cº através de um termómetro rectal. Nariz molhado? São muitas vezes as lágrimas que passam através de ductos lacrimais até ao nariz!

Mito: Os gatos precisam de leite

O mito de longa data sobre a necessidade de oferecer leite aos gatos está errada, e dar ao vosso gato uma tijela de leite de vaca pode fazer com que apareça diarreia. Os gatinhos bebem o leite da sua mãe nas primeiras etapas da sua vida, para que possam obter os anticorpos e as defesas da progenitora. Na idade adulta os gatos perdem a lactase ( enzima que degrada a lactose do leite ), o resultado origina uma “bagunça” muito desagradável: a diarreia.

Facto: O fumo pode matar

Sabia que 80% do fumo do tabaco é invisivel? Este fumo aumenta o risco de, pelo menos, dois tipos de cancro fatais em gatos: o linfoma e o carcinoma oral. Os gatos chamados “indoor” ( aqueles que não têm acesso à rua e estão sempre no interior das suas casas ), estão expostos a uma dose dupla de toxinas apenas por respirar o fumo dos cigarros directamente do ar e eliminando os residuos do seu pêlo através da higiene diária que os gatos fazem ao lamber-se. Os cães com nariz e focinho comprido podem desenvolver tumores nasais apenas por viver com um fumador, enquanto que os cães de nariz achatado e focinho pequeno estão mais predispostos a ocurrência de cancro do pulmão.