filhote-mordendo

Criado a por em: Curiosidades.

Período de sociabilização

Anterior aos 4 meses e à mudança de dentição, tem início o período de sociabilização de um cachorro. A palavra refere ao acto de sociabilizar e à capacidade que um indivíduo tem de conviver socialmente com outros indivíduos da mesma espécie, ou até ser sociável com indivíduos de espécies diferentes da sua.

Este período ocorre entre as 8 e as 16 semanas de vida de um cachorro, período este que é apontado como o ideal para o ensinar a adoptar comportamentos tidos como socialmente correcto e aceites numa sociedade governada pelo ser humano.

Um comportamento inato

Abocanhar, mordiscar e morder são comportamentos inatos de cães. Como é sabido, os cães não nascem com bocas moles, mas têm a capacidade de aprender a morder com pouca força se forem ensinados. Serem ensinados significa dar-lhe muito feedback acerca da força que aplicam nas mordidas durante os primeiros meses de vida, sobretudo durante o período de sociabilização, pois é durante este período que a sua curiosidade é mais pronunciada.

Enquanto cachorro há uma maior tendência para se aproximar de tudo o que lhe é desconhecido; quando atinge a maturidade a tendência natural é para evitar o que é desconhecido. É também durante este período que os cães estão mais receptivos a aprender novos comportamentos e de forma mais rápida.

Perto dos irmãos

feedback começa desde logo no seio da ninhada. Pode parecer estranho ver uma ninhada de cachorros a brincar de forma agressiva, trocando entre eles mordidas e ganidos. No entanto, é um comportamento normal e necessário, pois permite que comecem a praticar a força que aplicam nas mordidas entre eles. Sempre que um cachorro morde com demasiada força, o outro gane e termina a brincadeira, afastando-se. A reacção repetida de ganir a uma mordida mais violenta, faz com que o cachorro que mordeu comece a associar a sua mordida ao fim da brincadeira. O terminar da brincadeira é a consequência do cachorro que mordeu. Da próxima morderá com menos força.

Inibição da mordida

Fora da ninhada e inserido numa nova família, a prática da inibição de mordida deve continuar. Nunca deixe que o cachorro mordisque as suas mãos. Apesar dos dentes afiados, os maxilares dos cachorros estão pouco desenvolvidos pelo que a força exercida não será insuportável. Sempre que o cachorro pressionar com mais força os dentes contra a sua pele por engano, grite! como se tivesse doído muito. No mesmo instante, afaste-se de ao pé dele por breves momentos. O cachorro irá aprender que se morder com força a mais, irá acabar a brincadeira. Repita o procedimento as vezes que forem necessárias.

Aulas para cachorros

Os cachorros brincam simulando lutas, mordiscando-se uns aos outros. Com aulas especializadas e as interacções dos cachorros sob supervisão dos treinadores e respectivos tutores, a gestão de brincadeiras é algo que ocorre incessantemente, pelo que os cachorros são imediatamente separados caso seja necessário.

Alimentar o cachorro à mão

Substituir a tradicional taça de comida pelas suas mãos e usá-las para alimentar o cachorro é mais uma oportunidade que tem para treinar a força que ele aplica nas suas mordidas. Faça das suas mãos “a taça” onde coloca a comida, só que em vez de a colocar na palma com a mão aberta e deixar que ele apanhe, segure a comida na ponta dos dedos e controle a forma como ele retira a comida. Se sentir os dentes afiados do cachorro nos dedos, grite e não largue a comida, afastando a mão para trás das costas. Repita este procedimento até obter resultados menos dolorosos no seu dedo.